Pular para o conteúdo

SINTSEF-BA participa da reunião do CDE em Brasília

18/11/2022 – O SINTSEF-BA marcou presença em mais uma reunião do Conselho Deliberativo de Entidades realizada em Brasília. Entre os pontos abordados, estiveram as expectativas para o novo governo e o enfrentamento das ameaças à classe trabalhadora, como a proposta de Reforma Administrativa.

O Fórum Nacional dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) protocolou nessa quinta-feira, 17, uma carta de reivindicações junto à equipe de transição do governo Lula. O documento foi entregue nas mãos de Aloizio Mercadante que já foi ministro de Dilma Rousseff e é um dos membros dessa equipe de transição. Junto com a carta foi protocolado também um ofício articulado com o deputado federal Rogério Correia (PT-MG), solicitando uma reunião com a equipe de trabalho do governo de transição. O objetivo é buscar a retomada de um processo de negociações efetivo com servidores que foi interrompido desde 2016 com o golpe que provocou a saída da presidenta Dilma.

Foi também deste período o último acordo que assegurou algum percentual de recomposição salarial a maioria do funcionalismo. A categoria está há mais de seis anos sem nenhum tipo de reajuste. Vale lembrar que o governo Bolsonaro torna-se o primeiro em pelo menos vinte anos a não conceder nenhum percentual de reposição ao funcionalismo. O aprofundamento de uma política ultraneoliberal somado ao descaso e seus ataques constantes não deixam dúvidas de que esse governo ficará marcado como pior para servidores e serviços públicos.

Uma das reivindicações emergenciais apresentadas à equipe de transição é justamente a de um reajuste emergencial linear. O índice apresentado considerou o acumulado da inflação nos últimos quatro anos de governo Bolsonaro. Outros pontos urgentes são o arquivamento da PEC 32, proposta de reforma Administrativa de Bolsonaro-Guedes, e a revogação das EC´s 103/19 (Reforma da Previdência) e 95/16 (Teto de Gastos).

Confira a carta de FONASEFE.

(Fonte: CONDSEF/FENADSEF)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.