Servidores lançam manifesto coletivo contra PEC 32/2020

  • Populares

02/08/2021 – Nas últimas quinta-feira e sexta-feira (29 e 30/07), o SINTSEF-BA participou de um encontro virtual nacional virtual com a participação de trabalhadores do setor público das três esferas – federal, estadual e municipal. Convocado pela CUT e outras centrais sindicais, o encontro propôs debater e organizar a mobilização contra a PEC 32/2020, da Reforma Administrativa do Governo Bolsonaro. A ideia é pressionar os parlamentares em seus redutos eleitorais para que não aprovem a proposta, que é ruim para o Brasil e para os brasileiros.

Esse encontro aponta o caminho da luta e da resistência e chama o povo brasileiro a somar-se nessa cruzada para evitar um duro golpe nas conquistas e direitos sociais de nosso povo consignados nessa terrível reforma administrativa. A categoria divulgou um manifesto coletivo (veja no anexo) para alertar a sociedade para os impactos nocivos que uma Reforma dessas traria.

“O governo utiliza a premissa de que é preciso realizar a reforma administrativa para solucionar a questão fiscal e assim retomar o crescimento da economia. A alegação foi a mesma com a Emenda Constitucional 95 (emenda do teto), com as reformas trabalhista e da previdência. Como é visto e sentido pelo povo brasileiro, nenhuma dessas medidas teve qualquer força para gerar empregos, impulsionar o crescimento e o desenvolvimento do país”, alerta o texto.

E prossegue: “Bem diferente do discurso da mídia e do governo, o número de servidores públicos em relação à população brasileira está abaixo do verificado em muitos países desenvolvidos. E em relação aos rendimentos, a maior parte dos funcionários públicos (53%) tem rendimentos concentrados na faixa de até 4 salários mínimos, ou seja, de R$ 3.816,00 (RAIS 2018). No serviço público municipal, 75% dos servidores auferem até R$ 3.381,00 (RAIS 2018)”.

É fácil e rápido lutar contra a reforma. O site Na Pressão (https://napressao.org.br/campanha/diga-nao-a-reforma-administrativa ) disponibiliza canais de comunicação com deputados e senadores. E você pode mandar seu recado de qualquer lugar pelo WhatsApp, e-mail ou telefone. Participe da luta e pressione os parlamentares para que votem NÃO à reforma Administrativa (PEC) nº 32.

(com informações da CONFETAM)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *