Dia Nacional de Lutas contra a Reforma Administrativa

  • Populares

17/08/2021 – O SINTSEF-BA estará presente nas manifestações do Dia Nacional de Lutas Contra a Reforma Administrativa, nesta quarta-feira, 18 de agosto. Em respeito às medidas de isolamento e segurança, necessárias para evitar o contágio pelo Covid 19, o protesto evitará aglomerações, respeitando o distanciamento social, incentivará o uso de máscaras e álcool em gel e mostrando cartazes que destacarão temas importantes para a categoria.

Somados à pauta básica que a campanha pelo arquivamento da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 32, da Reforma Administrativa, em trâmite no Congresso Nacional, outros temas também estarão presentes: a defesa dos empregos, contra a privatizações e demais pautas dos trabalhadores de todas as categorias, pela realização concursos públicos, expansão do serviço público, fortalecimento e ampliação do SUS e equipamentos de segurança para quem precisa, entre outros.

Se aprovada, a reforma Administrativa destruirá os serviços públicos, afetando todos os brasileiros, que já lutam pela sobrevivência e sofrem todos os tipos de ataques do governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL). A mobilização faz parte da onda crescente de protestos populares que vem tomando as ruas desde o mês de maio deste ano.

Enquanto o governo insiste em penalizar servidores públicos, colocando “granadas em seus bolsos”, como assumiu o Ministro da Economia Paulo Guedes, não demonstra o mesmo rigor com bancos e grandes empresas, sonegadores de valores bilionários, que seguem sendo beneficiados com incentivos fiscais e outras benesses, mesmo que há anos sangram os cofres públicos impunemente. Trabalhadores não podem ser os únicos a arcar com as consequências da má gestão dos recursos públicos. E não acredite nas mentiras dos governistas: a Reforma Administrativa vai retirar direitos dos atuais e dos futuros servidores públicos das três esferas (federais, estaduais e municipais) e não resolverá o problema dos gastos públicos. Trabalhadores do serviço público não são os inimigos do Brasil!

A crise já mostrou que o serviço público é de importância fundamental para garantir proteção a quem mais precisa, aos pobres e vulneráveis, que já sofrem com o abandono do Estado. Além de serem contra o sucateamento do Estado e a retirada de direitos, os servidores estão empenhados de proteger o patrimônio nacional, que pertence a todos os brasileiros. Por um serviço público, gratuito, de qualidade e com servidores valorizados. Até a vitória!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *