CDE e Plenária Nacional da CONDSEF/FENADSEF definem agenda de resistência e luta

CDE e Plenária Nacional da CONDSEF/FENADSEF definem agenda de resistência e luta

17 de fevereiro de 2020

17/02/2020 - Servidores federais se organizam para reverter o torniquete que arrochou a vida dos trabalhadores para beneficiar a vida dos financiadores da crise. O governo até o momento não se reuniu com as entidades representativas do funcionalismo e nem fala em discutir ou reajustar os salários, que amargam uma defasagem histórica. Para garantir o cumprimento da política neoliberal exigida pelo mercado financeiro, o governo tem a seu favor medidas que arrocham ainda mais os investimentos públicos já insuficientes, entre as quais se destaca a Emenda Constitucional 95/16, que congela por até 20 anos as despesas do Governo Federal, com cifras corrigidas pela inflação. Não é difícil prever que investimentos no setor público se tornarão ainda mais escassos nos próximos anos e quais serão os setores da sociedade mais sacrificados, chamados a pagar a conta da crise que não ajudaram a criar.

O cenário no setor público continua sendo de incertezas. As Reformas empreendidas pelo governo Bolsonaro, como a Reforma da Previdência e a extinção de ministérios que conduzem importantes políticas públicas, incluindo Cultura, Esportes e o histórico Ministério do Trabalho que foi desmembrado, só contribuem para aprofundar o desmonte. Agora, além dos planos de acelerar as privatizações das estatais, a Reforma Administrativa está sendo pautada para acabar com a estabilidade e deixar a classe trabalhadora ainda mais vulnerável.

Vista como um privilégio, a estabilidade, na verdade, é do cargo e não da pessoa que o assume, justamente para evitar injustiças. É a única garantia que os trabalhadores do setor público têm contra os maus gestores. Para discutir essas questões e apresentar um balanço do que já foi feito até aqui pelo governo Bolsonaro, integrantes da Direção da CONDSEF/FENADSEF realizaram uma Planária Nacional e reunião do Conselho Deliberativo de Entidades (CDE) na última semana. Na pauta, os dirigentes trataram de assuntos centrais que dominarão o calendário de atividades dos servidores federais, que também já se mobilizam para uma greve nacional no dia 18/03. Confira algumas das deliberações aprovadas:

1)        Propor para o primeiro semestre de 2020, Encontro nas cinco regiões brasileiras com pauta única ‘Organização Sindical’, à luz dos seminários (internacional e nacional) já realizados sobre o tema

Grupo Estados da Região Período Local do Seminário
Regional I PI, MA, CE e RN 17 e 18 de abril Teresina-PI
Regional II MG, SP, ES e RJ 08 e 09 de maio Vitória-ES/Rio de Janeiro
Regional III SC, PR e RS 10 e 11 de julho Porto Alegre-RS
Regional IV PB, BA, SE, AL e PE 07 e 08 de agosto Recife-PE
Regional V GO, MT, MS e DF 11 e 12 de setembro Cuiabá-MT
 

Regional VI

 

AM, PA, AP, RR, RO, AC e TO

 

13 e 14 de novembro

Boa Vista – RR

Manaus – AM

Belém – PA

 

2)        Encontro dos Departamentos da Condsef/Fenadsef:

Ø  Março

  • Dia 14: Empresas Públicas – DEMP;
  • Dia 21: Educação e Cultura – DEC;
  • Dia a definir: Ex-Territórios e Anistiados.

Ø  Abril

  • Dia 18: Civis dos Órgãos Militares – DOMC;
  • Dia 25: Saúde – DESC.

Ø  Maio

  • Dia 16: Meio Ambiente – DENTMA;
  • Dia 23: Segurança e Advocacia Pública – DESAP.

Ø  Junho

  • Dia 06: Ministério da Economia (MTE, Fazenda, Infraestrutura) – DEMIEC;
  • Dia 13: Ciência e Tecnologia – DC&T.

Ø  Julho

  • Dia 18: Agricultura e Reforma Agrária – DARA.

 

3)        Calendário de Atividades:

  • 02/03: Dia Nacional de Luta em Defesa das Empresas Públicas, dos Hospitais Universitários e do Direito à Negociação Coletiva de Trabalho;
  • 08/03: Dia Internacional das Mulheres Trabalhadoras, com atos e protestos;
  • 18/03: Dia Nacional de Lutas Unificado com as Centrais Sindicais e Greve Geral do Setor Público Federal, Estadual e Municipal, Contra a Reforma Administrativa, Desmonte do Estado com Retirada de Direitos.

 



SINTSEF

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal no Estado da Bahia – SINTSEF/BA, foi fundado em 27 de agosto de 1989 e possui como lema ser: um elo de solidariedade e luta


Contate-nos

Ligue pra gente