REPRESENTANTES DA BASE DA EBSERH REÚNEM-SE NO SINTSEF-BA

REPRESENTANTES DA BASE DA EBSERH REÚNEM-SE NO SINTSEF-BA

29 de janeiro de 2020

29/01/2019 – Dirigentes sindicais e representantes de base da EBSERH (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares), tanto do HUPES (Hospital das Clínicas) quanto da MCO (Maternidade Climério de Oliveira), reuniram-se na manhã de hoje na sede do SINTSEF-BA, em Salvador. Os trabalhadores estão preocupados com as mudanças que estão por vir na gestão dos Hospitais Universitários (HUs) baianos, onde a Empresa atua. O modelo de gestão plena, que já é uma realidade em outros estados, está prestes a ser implementado também na Bahia.

 

Na pauta, a gestão plena dos HUs pela Empresa, discussão de conjuntura e alinhamento político para encaminhamento das lutas da categoria. Trabalhadores ainda esperam agenda do TST para julgamento do dissídio do ACT 2019/2020.

O governo caracteriza esta condição como o final do processo de transição da gestão da universidade para a EBSERH. A unidade hospitalar passa a receber de forma direta o repasse de recursos resultantes dos atendimentos de saúde realizados por meio da contratualização com os gestores do SUS. Antes, esses recursos eram destinados à universidade. Com o novo modelo, os valores seguem direto para a Empresa, que os repassa aos hospitais.

A transição para a gestão plena já era prevista desde a assinatura do contrato de gestão entre a EBSERH e as Universidades, mas, por conta dos diferentes processos de adaptação dos HUs, só agora ele está acontecendo em nosso estado. Os trabalhadores, naturalmente, estão preocupados com as mudanças e querem garantir a participação do SINTSEF-BA nas discussões sobre o assunto. Uma reunião está prevista para amanhã, no Hospital das Clínicas, e já foi assegurada a presença do sindicato.

“Queremos assegurar nossos direitos nesse novo modelo de gestão”, explica Alessandro Cerqueira, Coordenador de Políticas Públicas do SINTSEF-BA e servidor da EBSERH/MCO. “Nesse momento queremos ter certeza de que a gestão plena não perderá de vista a valorização dos trabalhadores e nem a melhoria do atendimento à população oferecida nessas unidades hospitalares”, afirmou.

Os empregados esperam também avanços nas relações de trabalho. No momento, por exemplo, a categoria encara um processo de dissídio. A maioria não aceitou última proposta de Acordo Coletivo 2019/2020 feita pela empresa no fim do ano passado e agora está à espera de uma definição de pauta na seção de dissídios do Tribunal Superior do Trabalho. No último contato com o juiz auxiliar da Vice-Presidência do TST, Rogério Neiva, a CONDSEF/FENADSEF foi informada de que isso irá ocorrer já em fevereiro próximo. O SINTSEF-BA e a assessoria jurídica da CONDSEF/FENADSEF continuam acompanhando a questão. Siga o nosso site e fique por dentro de novas informações.



SINTSEF

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal no Estado da Bahia – SINTSEF/BA, foi fundado em 27 de agosto de 1989 e possui como lema ser: um elo de solidariedade e luta


Contate-nos

Ligue pra gente