MULHERES DE TODO O PLANETA SAÍRAM ÀS RUAS NO 08 DE MARÇO EM LUTA POR SEUS DIREITOS

MULHERES DE TODO O PLANETA SAÍRAM ÀS RUAS NO 08 DE MARÇO EM LUTA POR SEUS DIREITOS

10 de março de 2020

O SINTSEF-BA fez coro à voz das mulheres de todo o Brasil – e do planeta – e saiu em caminhada pelas ruas de Salvador, na Barra, para defender direitos e protestar contra desigualdades e as injustiças. Mobilização continua na Assembleia Geral desta sexta-feira, 13, na sede do sindicato, às 09h, preparatória para a greve nacional do dia 18/03.

09/03/2020 – Dezenas de milhares de mulheres foram às ruas em várias cidades do Brasil, no domingo, 08 de março, por ocasião do Dia Internacional da Mulher, para protestar contra a violência de gênero e contra as reformas e outras medidas aprovadas pelo governo Bolsonaro. Os atos massivos, além de demonstrarem a força da mobilização feminina contra pautas que significam perdas de direitos, representaram uma prévia para as mobilizações para a greve do dia 18 de março, em  Defesa do Serviço Público, dos Servidores, Contra a Privatização e o Desmonte do Estado.

Em Salvador, a caminhada ocorreu nas ruas da Barra. O SINTSEF-BA esteve presente e levou suas pautas, como a defesa do serviço público, o respeito à mulher e por mais políticas públicas que ampliem a sua participação social. Para a ONU Mulheres, entidade das Nações Unidas dedicada à igualdade de gênero e da autonomia feminina, empoderar mulheres e promover a equidade de gênero em todas as atividades sociais e da economia são garantias para o efetivo fortalecimento das economias, o impulsionamento dos negócios, a melhoria da qualidade de vida de mulheres, homens e crianças, e para o desenvolvimento sustentável.

A luta contra a e violência e o feminicídio também se fez presente na manifestação. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, em 2019 houve um aumento de 32,9% no número de feminicídios no estado. Todas as estatísticas são grotescas no tocante às mulheres: o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, edição 2018, registrou que no ano anterior aconteceram nove estupros por dia e pelo menos uma tentativa. No âmbito familiar e doméstico a cena se repete: somente no primeiro semestre do ano passado a Justiça baiana concedeu 2.024 medidas protetivas a mulheres vítimas de relacionamentos abusivos.

A luta contra as reformas do governo brasileiro, como a trabalhista e a da Previdência, que retiram direitos da classe trabalhadora, também foi lembrada nas ruas. A maioria das pensionistas são mulheres e recebe um salário mínimo Foram afetadas diretamente pela Reforma da Previdência, que, na prática, impôs severos limites à sua independência.

ASSEMBLEIA DO SINTSEF-BA – Por isso é tão importante reverter essas reformas e barrar outras medidas retrógradas apresentadas pelo governo Bolsonaro. Nesta sexta-feira, 13/03, às 09h, o SINTSEF-BA promove uma assembleia em sua sede, em Salvador, para fortalecer a mobilização da greve do dia 18/03. Antes, o sindicato passará pelos locais de trabalho da base convidando para a assembleia. Assembleias por local de trabalho estão agendadas para o dia 11/03, quarta-feira, no IBAMA, às 09h e no dia 12, no INCRA, às 10h. Núcleos e delegacias sindicais também deverão participar da mobilização do dia 18/03, com realizações de assembleias gerais e por local de trabalho.

(com informações da CUT e ISP)

 



SINTSEF

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal no Estado da Bahia – SINTSEF/BA, foi fundado em 27 de agosto de 1989 e possui como lema ser: um elo de solidariedade e luta


Contate-nos

Ligue pra gente



Cadastre o seu e-mail


Tópicos