Tag: Governo

fachada_hupes-768x390_0.jpg
30 de março de 2020

30/03/2020 - Empregados da EBSERH solicitaram a mediação do SINTSEF-BA junto à gestão da Empresa no sentido de garantir mais segurança para o desempenho de suas funções durante a pandemia do Coronavirus (COVID-19). Eles defendem que a gestão das duas unidades – MCO e HUPES – que, em cumprimento às medidas de contenção propostas pela Prefeitura de Salvador e Governo do Estado, reavaliem a atual situação dos trabalhadores da EBSERH do quadro Administrativo.

21demarco.jpg
30 de março de 2020

[Além de lembrar do Massacre de Shapeville, o dia 21 de março passou a ser uma data em que pessoas em todo o mundo protestam contra o racismo e pelo fim da discriminação racial. Aparentemente dissociado, o tema ganha importância na catástrofe do Novo Coronavirus que estamos enfrentando. Num momento de extrema gravidade como o atual, o SINTSEF-BA novamente reafirma sua posição de defesa de um país mais justo e solidário, por mais serviços públicos, gratuitos, universais e de qualidade.]

CONGRESSO.jpeg
27 de março de 2020

27/03/2020 - A CONDSEF/FENADSEF enviou ontem um ofício ao Presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ) pedindo que seja evitada a ideia de cortar salários do funcionalismo público federal durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Segundo o que vem sendo veiculado pela imprensa, como no jornal Correio Brasiliense, o deputado cogita um corte nos vencimentos dos três Poderes. A proposta abrangeria todas as esferas da união, incluindo concursados e eleitos, e seria proporcional ao ganho de cada um, com os que têm menores salários tendo os vencimentos preservados na integralidade. Ainda segundo o jornal, na visão de Maia um movimento nesse sentido também preservaria funcionários da saúde e da segurança pública, que estão trabalhando nos hospitais e nas ruas mesmo com o risco de contaminação por coronavírus.

Condsef0001.jpg
17 de fevereiro de 2020

17/02/2020 - Servidores federais se organizam para reverter o torniquete que arrochou a vida dos trabalhadores para beneficiar a vida dos financiadores da crise. O governo até o momento não se reuniu com as entidades representativas do funcionalismo e nem fala em discutir ou reajustar os salários, que amargam uma defasagem histórica. Para garantir o cumprimento da política neoliberal exigida pelo mercado financeiro, o governo tem a seu favor medidas que arrocham ainda mais os investimentos públicos já insuficientes, entre as quais se destaca a Emenda Constitucional 95/16, que congela por até 20 anos as despesas do Governo Federal, com cifras corrigidas pela inflação. Não é difícil prever que investimentos no setor público se tornarão ainda mais escassos nos próximos anos e quais serão os setores da sociedade mais sacrificados, chamados a pagar a conta da crise que não ajudaram a criar.

INSS.jpeg
20 de janeiro de 2020

20/01/2020 - A decisão do governo Bolsonaro de recrutar militares da reserva não reduzirá a fila de pedidos de benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A opinião é de servidores do órgão, em reportagem de Jô Miyagui, no Seu Jornal, da TVT. Três milhões de pedidos feitos à Previdência Social estão parados e até agora não foram atendidos. Para contornar a crise, o governo Bolsonaro decidiu contratar 7 mil militares da reserva para trabalhar emergencialmente no INSS.

greve-França.jpg
13 de janeiro de 2020

13/01/2019 - Trabalhadores franceses conseguiram reverter uma decisão do governo, que encaminhou proposta de reforma da Previdência, que previa aumentar a idade mínima para aposentadoria de 62 para 64 anos. A idade legal de aposentadoria na França é 62 anos, mas se não for atingido o tempo de contribuição integral (41 anos e meio), será preciso trabalhar até os 67 anos para não se ter perdas.

Previdencia-735x400.jpg
25 de outubro de 2019

25/10/2019 - A Reforma da Previdência aprovada nesta terça-feira, 22, é mais uma tragédia apresentada pelo governo Bolsonaro. O plenário do Senado concluiu a tramitação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC 6/2019) – Reforma da Previdência – sem alterações. Os quatro destaques apresentados pela oposição na tentativa de reduzir os danos da proposta foram rejeitados. Assim, a matéria segue para promulgação. O destaque do Partido dos Trabalhadores — para permitir a aposentadoria especial de quem realiza atividades de risco — foi aprovado, mas os parlamentares concordaram em regulamentar o tema posteriormente por um projeto de lei.

14 de outubro de 2019

14/10/2019 - Mais uma vez o governo propõe uma Reforma Administrativa sem discutir com os trabalhadores. E novamente a questão da estabilidade volta a ser alvo de interpretações distorcidas. A estabilidade não é um privilégio, mas um direito do servidor público assegurado na Constituição Federal para evitar que, com as alternâncias de poder, a categoria fique vulnerável a ataques e arbitrariedades de gestores como perseguições políticas e demissões.


SINTSEF

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal no Estado da Bahia – SINTSEF/BA, foi fundado em 27 de agosto de 1989 e possui como lema ser: um elo de solidariedade e luta


Contate-nos

Ligue pra gente



Últimas Notícias