SINTSEF-BA repudia tentativa de extinção da CEPLAC


25/09/2019 - Uma recente decisão do governo Bolsonaro põe a CEPLAC (Comissão Especial do Plano da Lavoura Cacaueira) sob risco de extinção. Em mais um dos inúmeros ataques inconsequentes dessa gestão ao serviço público e seus trabalhadores, a Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação (SDI), à qual a CEPLAC (Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira) está subordinada, autorizou a transferência de 611 servidores do órgão para a  Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) do Ministério da Agricultura (MAPA).

A decisão foi tomada à revelia e gerou perplexidade entre os trabalhadores e a própria direção do órgão. Há 32 anos a CEPLAC não obtém autorização para realizar concursos públicos capazes de renovar sua força de trabalho nas áreas científicas, técnicas ou administrativa. A medida afetará sobremaneira trabalhadores que, diante da escassez de pessoal da CEPLAC, permanecem na ativa recebendo abono permanência ou estão na iminência da aposentadoria e poderão ser transferidos para qualquer lugar do país.

Na prática isso aniquila de imediato todos os serviços de pesquisa e extensão do órgão que provê Ciência e Tecnologia aos produtores de cacau de seis estados do Brasil, conforme explicam os trabalhadores em nota pública. E isso ocorre “justamente no momento em que a Instituição deflagra um grande e valoroso programa de elevação da produtividade e da melhoria da qualidade do cacau brasileiro que está motivando a adesão de milhares de produtores, atraindo investimento e gerando empregos na área rural”, alerta o texto.

O SINTSEF-BA é solidário à luta dos trabalhadores e está buscando, junto à CUT, CONDSEF e parlamentares com quem dialoga, o apoio necessário para barrar mais esse ataque absurdo do governo brasileiro. É lamentável que uma instituição que tem a sua missão histórica de zelar pelo crescimento sustentável do país seja assim desprezada. Ao ceder à pressão do agronegócio, identificado na Ministra da Agricultura Tereza Cristina, notória representante do setor, o governo ignora o papel fundamental que há mais de 60 anos a CEPLAC e seus trabalhadores desempenham para o desenvolvimento da região cacaueira, levando benefícios ambientais, econômicos e sociais por onde atua.

Como das outras vezes em que o tema da extinção foi cogitado, nossa luta permanece sempre na direção contrária: pelo fortalecimento e institucionalização da CEPLAC. Queremos uma instituição sólida, preparada para enfrentar os novos desafios e que siga promovendo o desenvolvimento rural e o manejo ambiental sustentável.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


SINTSEF

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal no Estado da Bahia – SINTSEF/BA, foi fundado em 27 de agosto de 1989 e possui como lema ser: um elo de solidariedade e luta


Contate-nos

Ligue pra gente



Últimas Notícias