Empregados da Ebserh acatam proposta do TST e suspendem greve


18/06/2019 - A CONDSEF/FENADSEF já recebeu resultado de assembleias dos empregados da EBSERH feitas por suas entidades filiadas em dezesseis estados. A maioria aceitou a proposta de mediação feita pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) na última sexta-feira, 13. Com isso, está suspensa a greve por tempo indeterminado que começaria nessa terça, 18, em todo o Brasil. Ontem, o SINTSEF-BA realizou assembleias com os trabalhadores da empresa lotados no HUPES e na MCO, Os empregados acataram a proposta de manter o estado de greve e apostam na possibilidade de alcançar consenso com a EbBSERH a partir da mediação do TST. O tribunal assegurou apresentar uma proposta mediada nessa quarta, 19.

18/06/2019 – A CONDSEF/FENADSEF já recebeu resultado de assembleias dos empregados da EBSERH feitas por suas entidades filiadas em dezesseis estados. A maioria aceitou a proposta de mediação feita pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) na última sexta-feira, 13. Com isso, está suspensa a greve por tempo indeterminado que começaria nessa terça, 18, em todo o Brasil. Ontem, o SINTSEF-BA realizou assembleias com os trabalhadores da empresa lotados no HUPES e na MCO, Os empregados acataram a proposta de manter o estado de greve e apostam na possibilidade de alcançar consenso com a EbBSERH a partir da mediação do TST. O tribunal assegurou apresentar uma proposta mediada nessa quarta, 19.

A partir daí novas assembleias devem acontecer para analisar os itens propostos e apontar os rumos da mobilização em torno do ACT 2019/2020. A expectativa é grande já que até agora o processo de negociações com a empresa não surtiu resultados e direitos assegurados no atual ACT estão ameaçados.

Benefícios congelados e perdas salariais
Além disso, a categoria não aceita as propostas de cláusulas econômicas apresentadas pela empresa que não garantem nenhum reajuste aos benefícios e aplicam menos de 2% nas remunerações (metade do total do INPC). A Ebserh também não está garantindo pagamento retroativo já que a data base da categoria é em março. “Há perdas demais nesse cenário, inviável alcançar algum consenso a partir disso”, ponderou Sérgio Ronaldo da Silva, secretário-geral da Condsef/Fenadsef.

Na reunião no TST, o vice-presidente, ministro Renato Lacerda Paiva, afirmou que acredita na possibilidade de melhoria da proposta da empresa. A expectativa da categoria é de que um consenso possa ser alcançado e os direitos já assegurados pelo atual ACT possam ser mantidos. “O estado permanente de greve e mobilização é fundamental nessa etapa do processo, portanto, todos atentos. Juntos vamos vencer os obstáculos”, reforçou Sérgio Ronaldo.

 
(Fonte: CONDSEF/FENADSEF)

Núcleo de Comunicação e Imprensa. #Sintsef


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


SINTSEF

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal no Estado da Bahia – SINTSEF/BA, foi fundado em 27 de agosto de 1989 e possui como lema ser: um elo de solidariedade e luta


Contate-nos

Ligue pra gente