Veja Também

71933b16-4a69-4463-85b9-551bc1c14171

TRABALHADORES(AS) DO INCRA-BA REJEITAM PROPOSTA DO GOVERNO

08/05/204- Em Assembleia presencial com o SINTSEF-BA na manhã de hoje, em Salvador, trabalhadores e trabalhadoras do INCRA-BA decidiram prosseguir com a mobilização e rejeitar a proposta do governo federal. A categoria está mobilizada, em todo o país, pela reestruturação das carreiras, reposição das perdas inflacionárias, fortalecimento do Incra e MDA e promoção de políticas públicas. Além da rejeição da proposta governista, eles não descartaram uma paralisação das atividades e até uma greve, em data futura, para fortalecer a união e a luta dos servidores e pressionar o governo.

As reuniões que ocorreram até agora em Brasília para discutir PGPE, PST, PECs e ATA, incluindo a reunião de 02/05, que tinha como pauta Incra e MDA, mostraram que o direcionamento que o governo pretende dar às negociações da mesa apontam para um aprofundamento das distorções salariais no funcionalismo. A Condsef/Fenadsef destaca que esse cenário é totalmente incompatível com os compromissos que o próprio governo Lula assumiu ainda durante campanha presidencial.

Enquanto a média dos acordos firmados com as carreiras de servidores que possuem maiores patamares remuneratórios e menores perdas inflacionárias durante o período golpista Temer-Bolsonaro ultrapassa 20% em muitos casos, o governo apresentou índices ao redor de 10% para os servidores que recebem as remunerações mais baixas do funcionalismo. Vale lembrar que esses setores também tiveram maiores perdas durante o período golpista.

Sucateamento

O Incra foi um dos órgãos que mais sofreu com o desrespeito nos governos de Michel Temer (MDB) e de Jair Bolsonaro (PL), devido ao desinteresse de ambos em promover a reforma agrária no país. Houve corte de recursos, os concursos públicos foram suspensos e foram promovidas políticas para facilitar a grilagem de terra. A proposta de reestruturação da carreira do Incra já foi encaminhada ao MGI desde o dia 30 de outubro.

Para Pedro Moreira, Coordenador Geral do SINTSEF-BA, presente na assembleia juntamente com o Coordenador Financeiro do sindicato, Ubaldo Santana, a categoria precisa estar unida e mobilizada para lutar por seus direitos: “Nosso foco é na valorização da carreira, da recuperação dos salários e não abriremos mão das conquistas que ao longo das décadas foram construídas”.

Confira fotos da assembleia em nosso site.

(com informações da CONDSEF/FENADSEF)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Compartilhe: