Arquivo de Notícias

ARQUIVO DE NOTÍCIAS

11/09/2019
Reunião com assessoria discute andamento das ações judiciais.

11/09/2019 - A direção do SINTSEF-BA reuniu-se na manhã de hoje, em sua sede, em Salvador, com o advogado e assessor jurídico do SINTSEF-BA José Carlos Ribeiro para discutir o andamento das ações sindicais e avaliar o encaminhamento dos futuros processos. Nos próximos dias, o assessor acompanhará a direção do Sindicato em atividades nos núcleos regionais, como a eleição das novas Coordenações de Núcleo.

Nesses encontros com a base, os filiados terão a oportunidade de esclarecer dúvidas relacionadas a ações em andamento e discutir outros temas relacionados. A eleição de Coordenadores de Núcleo começa já no dia próximo dia 10, em Serrinha. Os demais núcleos ainda agendarão as visitas. Nesses encontros, o SINTSEF-BA espera aprimorar conhecimento das demandas de cada região, bem como qualificar a atuação dos/as coordenadores/as dos Núcleos, discutindo medidas a serem adotadas para o enfrentamento dos próximos desafios.

“Não temos dúvidas quanto a importância da eleição para as coordenações de núcleo”, declarou Pedro Moreira, Coordenador Geral do SINTSEF-BA. “Os núcleos encaminham as decisões tomadas pelos nossos filiados nas assembleias, reuniões e atividades sindicais, além de proporcionarem o debate contínuo sobre os assuntos de interesse das suas regiões”.

Diante da omissão do governo e de outras instâncias responsáveis por assegurar o direito dos trabalhadores, a solução mais comum tem sido buscar o Poder Judiciário para coibir os abusos. Contudo, é preciso ter cautela: o caminho do judiciário, ainda que seja o mais viável de imediato, nem sempre traz as soluções duradouras ou definitivas que pleiteamos para a questão, como se espera. Além disso é preciso levar em consideração que não é um caminho rápido: o SINTSEF-BA possui ações que levaram muitos anos entre a data do ajuizamento até o seu pagamento.

Mesmo assim, o recurso à Justiça é mais uma das instâncias de luta do SINTSEF-BA para assegurar o cumprimento das demandas de sua base. Tão importante quanto a construção da unidade na luta dos trabalhadores e a pressão social, com mobilização e ações políticas. O respeito aos direitos da categoria é uma medida urgente e necessária que o Brasil precisa tomar para que possa prestar um serviço público, gratuito e de qualidade à população.