Arquivo de Notícias

ARQUIVO DE NOTÍCIAS

26/08/2019
Nesta quarta, 28, SINTSEF-BA completa 30 anos reafirmando seus ideais.

26/08/2019 – O SINTSEF-BA chega à sua terceira década de fundação nesta quarta-feira, 28 de agosto. E, assim como em 1989, afirma a atualidade e importância dos pressupostos políticos que nortearam sua trajetória histórica e que continuam cada vez mais válidos, como a concepção de sindicato geral, a necessidade de unificar a classe trabalhadora para enfrentar os desafios. “Nossa força continua na união, no diálogo com as diferenças e na disposição para a luta”, afirma Pedro Moreira, Coordenador geral do sindicato.

Para marcar a passagem desses 30 anos, a direção pensou no símbolo de um elemento da natureza, a pérola, admirado por todos e de grande valor, mas que é formada a partir da reação a um incômodo. Moluscos como as ostras reagem naturalmente contra invasores, como um grão de areia, que atravessam a concha e alojam-se em seu interior. Para se defender, a ostra produz um material que recobre o intruso e que, ao longo dos anos, vai se transformando na pérola como a conhecemos.  

“Essa metáfora da resistência gradual e perseverante, que com o passar do tempo vai gerar um elemento belo e precioso também se aplica à luta sindical que desenvolvemos no SINTSEF-BA”, esclarece Erilza Galvão, Coordenadora de Formação Sindical e filiada ao sindicato desde o seu surgimento. Para ela, enfrentar dificuldades internas e externas por 30 anos e também permanecer firme e com uma atuação relevante junto à sua base e no cenário nacional é um feito marcante para qualquer entidade sindical. Ao pensar sobre a conjuntura de desvalorização do serviço público federal do Poder Executivo e nos ataques crescentes desferidos contra os seus trabalhadores ao longo dessas três décadas, é possível ter uma dimensão aproximada da enormidade dos desafios que já enfrentados e que ainda restam a serem enfrentados.

O sindicato não sucumbiu e nem ficou pelo meio do caminho. Não apenas foi vencedor em muitas demandas importantes, como ainda continua disposto a lutar pelas novas que já despontam no horizonte. Tudo isso graças à capacidade que sempre teve para resistir e, apoiados pela CUT e CONDSEF/FENADSEF, para dialogar com sua base, com os diferentes segmentos ideológicos e políticos da sociedade, perceber a complexidade das transformações do mundo do trabalho e provocar as mudanças necessárias para aprimorar sua atuação.

Essa bem sucedida trajetória não seria possível sem a concepção dos sindicatos gerais como um pilar fundamental de nossa sustentação. O modelo, também defendido pela CONDSEF, acredita na participação coletiva, onde a crença na unidade e mobilização são fundamentais para dar força ao projeto de defesa dos servidores e serviços públicos brasileiros. Ainda inspirados por essa ideia da concha e da pérola, investiremos a cada nova adversidade na livre organização sindical, na luta democrática e na construção coletiva em torno de pautas comuns e/ou específicas. Colheremos juntos os resultados preciosos desse esforço no futuro.