Arquivo de Notícias

ARQUIVO DE NOTÍCIAS

10/06/2019
É sexta-feira! SINTSEF-BA convoca a sua base a greve geral.

 

10/06/2019 - Falta muito pouco para a classe trabalhadora mostrar a força de sua insatisfação: sexta-feira, dia 14/06, é dia de greve geral em todo o país. Neste fim de semana, o sindicato esteve em Brasília e participou da Plenária Nacional da CONDSEF/FENADSEF que ratificou a adesão dos trabalhadores do serviço público federal à grande mobilização. As Centrais Sindicais, sindicatos, movimentos sociais e populares estão unidos em defesa da Previdência pública, da educação e por mais empregos como fatores fundamentais para a retomada do crescimento nacional.

 

A adesão tem aumentado nos últimos dias, com assembleias sendo realizadas em diversos setores. A expectativa é de que o dia 14 de junho ninguém saia de casa ou que só saia para fortalecer a mobilização, participando dos atos agendados na data. Em Salvador, os rodoviários já decidiram que vão aderir à greve, o que significa que não haverá ônibus circulando nas ruas. A CUT diz que a luta será por direitos e para dar um recado ao Congresso Nacional: ouçam a voz da classe trabalhadora.

 

Um carro de som foi contratado pelo SINTSEF-BA para percorrer os órgãos da base e convocar os trabalhadores do serviço público. É preciso que a categoria pressione para garantir os seus direitos. Na última sexta-feira, o Fórum Nacional das Entidades dos Servidores Públicos Federais (FONASEFE) protocolou mais uma vez a pauta de reivindicações dos servidores federais no Ministério da Economia. A categoria cobra a abertura efetiva de negociações e está preocupada com a exclusão do setor no orçamento da União de 2020, anunciada pelo governo.

 

Entre as demandas mais urgentes da maioria do Executiva está a luta pela equiparação da contrapartida paga pelo governo nos planos de saúde dos servidores e seus dependentes. Hoje, cerca de 80% das mensalidades dos planos de autogestão como Geap e Capesaúde recai sobre os bolsos dos servidores. A situação tem afetado a categoria. Muitos optam por abandonar os planos, os que ficam reclamam que quase todo o salário fica comprometido com o pagamento da assistência à saúde.

 

Junte-se a nós nessa grande mobilização. Nesta sexta-feira, 14/06, participe da greve geral.