Arquivo de Notícias

ARQUIVO DE NOTÍCIAS

14/11/2018
Assembleia Geral aprova adiamento das eleições do SINTSEF-BA para 2019.

14/11/2018 - Reunida em Assembleia Geral realizada na manhã desta quarta-feira, 14, na sede do SINTSEF-BA, em Salvador, a base do sindicato aprovou o adiamento das eleições para a nova Direção e Conselho Fiscal da entidade para a gestão 2019-2021, que deveriam ocorrer até o final deste ano. A decisão levou em conta as dificuldades do momento político brasileiro, sobretudo a partir de meados do ano até a confirmação do resultado das eleições presidenciais em novembro. “Ficamos numa encruzilhada”, explicou Edvaldo Pitanga, Coordenador Geral do SINTSEF-BA “ e decidimos centrar esforços no envolvimento do sindicato com o processo político nacional em curso e pela realização desta assembleia propondo o adiamento da nossa eleição para 2019”.

Com a aprovação da Assembleia, as novas eleições serão realizadas entre março e abril do próximo ano e o mandato da atual gestão fica prorrogado até 31/05/2019. Como se vê, isso não implica qualquer intenção da direção em se perpetuar no poder ou estender o atual mandato indefinidamente: trata-se apenas de garantir as condições políticas necessárias ao envolvimento pleno da base no processo e de todos os envolvidos no pleito.

As coordenações dos Núcleos Regionais também foram consultadas e, com o respaldo de consultas internas às suas bases, também acharam melhor priorizar o contexto político nacional por conta de tudo que estava em jogo no momento.

Sem encaminhamentos contrários, a proposta foi aprovada por unanimidade pelos presentes. A ata da Assembleia será registrada em cartório e ainda no primeiro semestre de 2019 as novas eleições serão chamadas, respeitando todo o ritual previsto no Estatuto.  O edital de convocação será publicado, bem como a Assembleia para constituir a Comissão Eleitoral e o protocolo habitual, como o calendário com prazos de inscrição das chapas, data de realização das eleições etc.

O SINTSEF-BA acredita que uma representação sindical devidamente organizada e obediente aos preceitos democráticos é essencial para a defesa dos interesses dos trabalhadores. Um sindicato forte e representativo deve submeter-se à vontade de sua base para melhorar as condições de trabalho e de vida, lutando pela dignidade dos trabalhadores, de forma igualitária e coletiva. Somente organizados e unidos na luta é possível reduzir o abismo das dificuldades impostas à categoria nas negociações por seus direitos.