Arquivo de Notícias

ARQUIVO DE NOTÍCIAS

04/06/2018
Trabalhadores de Hospitais Universitários entram em greve a partir desta terça, 05 de junho, em todo o país.

04/06/2018 - Em assembleias realizadas com o SINTSEF-BA na última quarta-feira, em Salvador, empregados do Hospital das Clínicas e Maternidade Climério de Oliveira rejeitaram contraproposta da Empresa e acataram o indicativo de greve.
 
Em dezembro de 2017, os trabalhadores da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), responsável pela gestão e atendimento de hospitais universitários (como o Complexo HUPES (Hospital das Clínicas) e a Maternidade Climério de Oliveira na Bahia), protocolaram uma proposta de Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) para vigência no período de 01 de março de 2018 a 28 de fevereiro de 2019. A Empresa não avançou numa contraproposta, chegando ao absurdo de querer retirar mais direitos trabalhistas e índices de reajuste.
 
Desde então, passaram-se mais de 05 meses sem qualquer evolução nas negociações, acarretando prejuízos aos trabalhadores. Observe-se que a proposta apresentada pelas entidades sindicais é de dezembro de 2017, com a data-base de 1º de março. Para piorar, a última proposta da empresa, ao invés de avançar, surpreendeu por retroagir. O percentual oferecido pela empresa sequer repõe as perdas inflacionárias do período. A oferta estaria condicionada, ainda, à retirada do processo de dissídio do ACT do ano anterior, 2017/2018, que aguarda julgamento no Tribunal Superior do Trabalho (TST). A empresa informou que não trabalha com uma linha de negociação para o ACT atual desvinculada do ACT anterior.
 
Com isso, em assembleias gerais realizadas nos estados, os trabalhadores da EBSERH deliberaram pela rejeição das propostas que foram apresentadas pela Empresa e aprovaram a deflagração de greve por tempo indeterminado, com início previsto para dia 05 de Junho de 2018.
 
Os pré-requisitos legais que regem o movimento paredista já foram cumpridos. Cientes de suas responsabilidades, a categoria informou que serão mantidos os serviços essenciais inadiáveis à população.