Arquivo de Notícias

ARQUIVO DE NOTÍCIAS

29/05/2018
Trabalhadores da EBSERH realizam assembleias nesta quarta, em Salvador, e avaliam indicativo de greve.

29/05/2018 - Trabalhadores da EBSERH em Salvador reúnem-se em assembleias com o Sintsef-BA nesta quarta-feira, 30/05/2018, para decidir sobre os seguintes pontos de pauta:

1 - Informes;
2 -Processo de Negociação ACT 2018/2019:
a-Avaliação da nova proposta da Empresa de 25/05/2018;
b-Resoluções da Plenária Nacional dos Empregados da EBSERH, realizada em 26/05/2018, em Brasília-DF;
c-Indicativo de Greve Nacional dos Empregados da EBSERH por tempo Indeterminado a partir do dia 05/06/2018;
3 -Encaminhamentos

Reunidos em plenária nacional em Brasília neste sábado, 26, empregados da EBSERH aprovaram a deflagração de uma greve por tempo indeterminado a partir do dia 5 de junho. Representantes da Bahia, eleitos em assembleia, estariam presentes no evento, mas não puderam comparecer em virtude do cancelamento de seu voo, reflexo da greve dos caminhoneiros. A categoria promove assembleias em todo o Brasil essa semana para debater o conjunto de fatores que mantém o impasse no processo de negociações envolvendo o ACT 2018/2019 e não assegura ainda dissídio que aguarda análise do Tribunal Superior do Trabalho (TST) referente ao ACT 2017/2018.

Os empregados já haviam rejeitado proposta da empresa apresentada no dia 17 de maio que não garantia o retroativo devido do índice que aguarda julgamento de dissídio no TST e apresenta um percentual de 60% do INPC (cerca de 1,02%), o que não recupera sequer as perdas inflacionárias do período. No dia 25 uma nova proposta foi apresentada pela empresa, sem avanços significativos. Confira a seguir detalhes da nova proposta que serão debatidos nas assembleias que definirão pela paralisação a partir do dia 5.

Na nova proposta feita pela EBSERH (veja aqui), o percentual de 60% do INPC (cerca de 1,02%) é mantido, sendo garantido retroativo a 1º de março deste ano. Essa proposta foi condicionada pela empresa a aceitação da retirada de pauta do processo do dissídio coletivo do ACT 2017/2018. Para isso, os empregados receberiam reposição de 100% do INPC do período e um bônus financeiro de R$1.800,00. Nesse cenário, os retroativos referentes ao percentual de reposição não seriam garantidos. Nas cláusulas sociais, a empresa apresentou proposta de intervalo mínimo de 30 minutos para os empregados da área administrativa que cumprem jornada de 8h diárias, mediante requerimento do empregado e autorização da chefia imediata.

A Condsef/Fenadsef vai encaminhar a decisão oficial dos empregados da EBSERH dentro do prazo de 15 dias, acertado com a empresa na reunião do dia 17. A assessoria jurídica da Confederação acompanha as decisões e dará suporte necessário ao movimento reivindicatório da categoria. Entidades filiadas à Condsef/Fenadsef receberão coordenadas para organizar e garantir os mecanismos necessários para início de movimento paredista a partir do dia 5.

Lembrando que foi assinado um novo termo "Aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2018", que prorroga até o dia 31 de agosto deste ano as cláusulas sociais que asseguram direitos dos empregados. Confira aqui o aditivo.

(Com informações da Condsef)