Arquivo de Notícias

ARQUIVO DE NOTÍCIAS

08/03/2018
08 de março é dia de luta!

08/03/2018 - Nesta quinta-feira, 08 de março, o Sintsef-BA destaca a força da luta feminina por ocasião das comemorações em torno do Dia Internacional da Mulher. A importância de celebrar a data está em fortalecer o enfrentamento contra a descriminação e desigualdade racial. Apesar dos avanços resultantes da mobilização e engajamento femininos, ainda há uma grande desigualdade econômica e social entre homens e mulheres e ainda entre mulheres brancas e negras.

A data de hoje nos leva a refletir sobre o que representam esses anos de luta a partir de 1857, quando, operárias americanas de uma fábrica de tecidos iniciaram um movimento de reivindicação por melhores condições de trabalho e foram violentamente reprimidas, resultando na morte de 130 tecelãs, carbonizadas. Desde então, a data é um marco internacional da luta dessas mulheres, além de sua resistência e coragem no combate às diferentes formas de opressão até os dias atuais.

Às mulheres é imposta uma dupla e até tripla jornada. Além do cuidado com a casa e a família, a mulher precisa buscar qualificação ainda maior do que os homens para poder competir no mercado de trabalho. E esses nem são os maiores desafios encarados por elas: uma pesquisa realizada em 27 países indicou este ano que o assédio e a violência são percebidos como os maiores problemas enfrentados pela população feminina.

Neste 08 de março, o Sintsef-BA gostaria de homenagear as mulheres lutadoras, como Maria Filipa, natural de Itaparica, heroína negra e liderança destacada em 1822, contra o domínio português, quando comandou dezenas de homens e mulheres, negros e índios, na queima de 42 embarcações de guerra prontos para atacar Salvador. Esta ação foi vital para a Independência da Bahia. Ou a ex-ministra Luiza Bairros, da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), falecida em 2016, que teve importância fundamental nas lutas pela emancipação, visibilidade e empoderamento das mulheres em toda a sua diversidade. Também desempenhou um papel extraordinário no campo institucional para ampliar a participação da população negra na sociedade. Ou ainda a própria ex-presidenta Dilma Rousseff, uma mulher valente e sobrevivente dos horrores da ditadura militar, que lutou a vida inteira contra a tortura, contra um câncer e ainda segue resistindo contra o golpe ilegítimo que a afastou do governo.

O crescimento do peso político de grupos ultraconservadores, como os ruralistas e os evangélicos, na atual configuração do Congresso Nacional favorece o surgimento de retrocessos na agenda dos direitos humanos. Mas é preciso não se intimidar e reverter esta realidade. Os desafios são grandes, mas quanto maior for nossa capacidade de resistência, maiores serão as chances de consolidarmos uma sociedade mais justa e igualitária, livre da discriminação de gênero, da exclusão e da subordinação.

MARCHA DA MULHER

A CUT e suas entidades filiadas, como o Sintsef-BA, unirão forças mais uma vez e convocam suas bases a participarem da Marcha das Mulheres nesta quinta-feira, 08 de março, em Salvador, por ocasião da celebração do Dia Internacional da Mulher.  O tema deste ano será “Mulheres, resistir e transformar!” e a concentração terá início às 13h na Praça da Piedade, centro da capital baiana. A Marcha busca combater a violência contra mulheres e lutar por mais direitos, além de protestar contra a reforma da previdência.  

FÓRUM SOCIAL MUNDIAL 2018

A luta por igualdade de oportunidades e respeito também estará presente nas atividades do Fórum Social Mundial 2018, que acontecerá em Salvador no período de 13 a 17/03. O Sintsef-BA é uma das entidades que integram o Coletivo organizador do Fórum na Bahia. O evento espera receber cerca de 90 mil pessoas de entidades sindicais, organizações e movimentos sociais e populares de todo o mundo.