Arquivo de Notícias

ARQUIVO DE NOTÍCIAS

24/11/2017
Fórum de entidades divulga manifesto e prepara novos protestos em Brasília.

24/11/2017 - Servidores federais preparam um grande protesto na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, na próxima terça-feira, 28/11. Caravanas de diversas partes do país estarão presentes nesse grande ato de resistência contra as mentiras do governo golpista e corrupto de Michel Temer, que quer acabar com o serviço público.

Entidades que defendem a categoria, unificadas em torno do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (FONASEFE) e do Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (FONACATE) divulgaram um manifesto onde denunciam os reais interesses por trás da campanha difamatória do governo contra os seus trabalhadores.

Na campanha, que teria custado R$20 milhões aos cofres públicos, o governo ilegítimo ataca o que chama de “privilégios” de servidores federais numa tentativa de conseguir apoio da sociedade para aprovar a Reforma da Previdência e retirar mais direitos da classe trabalhadora. A campanha parece tentar dividir a sociedade a partir de mudanças anunciadas no texto da reforma e que afetam principalmente servidores federais. “Sem citar diretamente que se trata de um ataque à categoria, o governo age de forma leviana tentando incutir no imaginário popular a tese de que privilégios que não existem precisam acabar”, diz a Condsef. Para as entidades, os argumentos usados não retratam a realidade da maioria dos servidores civis do Executivo. A Condsef/Fenadsef repudia essa tentativa desesperada de aprovar mais uma reforma nefasta a partir de ilações e mentiras.

O manifesto dos Fóruns (leia na íntegra, no anexo) destaca que, “com dados manipulados, informam que o Estado está inchado e que gasta muito com o serviço público, quando o que pretendem é a ampla terceirização e a consequente privatização que entregará a previdência, a saúde, a educação, a segurança, a fiscalização e tantos outros serviços nas mãos dos grandes grupos econômicos que continuarão a explorar a população”.

A resistência, no entanto, continuará firme. “Acreditamos que somente a unidade pode acumular forças para derrotar Temer e seus ataques. Apostamos na ampliação do nosso movimento e na construção de uma luta cada vez maior que coloque no horizonte um calendário de lutas unificado e uma nova greve geral no país”, diz o documento.

· DIA 27 DE NOVEMBRO – AUDIÊNCIA NO CONGRESSO NACIONAL:  QUE SERVIÇO PÚBLICO NÓS QUEREMOS?  Local: Auditório Nereu Ramos.

 · DIA 28 DE NOVEMBRO - CARAVANA EM BRASÍLIA – Em defesa dos serviços públicos de qualidade para a população.