Arquivo de Notícias

ARQUIVO DE NOTÍCIAS

07/08/2017
Reunião do Fonasefe aprova indicativo de greve para setembro.

07/08/2017 - O Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe), do qual a Condsef faz parte, reuniu-se neste fim de semana para discutir a conjuntura nacional e estabelecer um calendário de mobilização e lutas unificado com suas entidades. A ideia é expandir a mobilização a partir dos estados com convocação de assembleias por categorias, reuniões ampliadas entre os funcionários públicos das três esferas (para agosto e setembro). Outro objetivo é construir dias de luta nos estados em torno da seguinte pauta: revogação da EC 95; revogação da Reforma Trabalhista; revogação da Lei da Terceirização; barrar a reforma da Previdência; barrar o PDV e pelo arquivamento do PL 248/1998 e do PLS 116/2017.

As entidades também aprovaram um indicativo de greve ou paralisação do funcionalismo público em meados de setembro, junto com a greve das categorias em luta. Antes disso, o fórum dos servidores deverá ser estruturado nos estados, ampliando o diálogo com as centrais sindicais, movimentos sociais, movimento estudantil e outras categorias organizadas.

Para o Fonasefe, a PEC 55/16, que limita investimentos em políticas públicas e o PLP 257/16, que renegociou as dívidas dos estados, aprovados pelo Congresso Nacional, abriu caminhos para as contrarreformas propostas pelo presidente Michel Temer. A EC 95/16, por exemplo, é uma das consequências mais graves trazidas pelo Golpe de 2016 e não vem sendo discutida como precisa. Para a Condsef/Fenadsef esta mudança na Constituição, que precisou de maioria absoluta no Congresso Nacional e sequestra oportunidades de reação do Brasil, somada ao massacre aos direitos dos trabalhadores são reformas de Estado que beiram a atrocidade. O congelamento de investimentos públicos não afeta diretamente apenas os servidores que podem amargar um longo período sem reajustes, afeta toda a população que depende e tem direito ao acesso a serviços públicos universais e de qualidade.

O Fonasefe foi criado em 2012 e atua desde então contra a retirada de direitos dos servidores federais e pela melhoria da qualidade dos serviços públicos. Em 2017, o Fórum apresenta como prioridade lutar pela preservação de direitos historicamente conquistados e resistir à política de reformas adotadas pelo Governo ilegítimo de Michel Temer. Nesse contexto e com a aproximação da votação da LDO, o Fonasefe compreende que é necessário rearticular ações para a Campanha Salarial de 2017 dos servidores públicos federais e dar continuidade as ações de resistência contra retirada de direitos, tendo em vista os últimos ataques e o Plano de Demissão Voluntária (PDV).